Comissão de Controle de Infecção Hospitalar oferece treinamento sobre Coronavírus a colaboradores do Hospital e Maternidade Santa Isabel

By 5 de março de 2020março 17th, 2020Notícias

As grandes epidemias trazem angústias, dúvidas e insegurança. E para os profissionais de saúde a exigência por atualização constante para que possam prestar a melhor assistência aos pacientes e contribuir para esclarecer a comunidade. Com esse objetivo, o Hospital e Maternidade Santa Isabel de Jaboticabal – HMSI realizou na manhã do dia 4 de março, uma atualização e treinamento sobre o Covid-19, o Coronavírus, para seu quadro de colaboradores.

O treinamento foi realizado pelo Médico Assistente da Disciplina de Moléstias Infecciosas e Tropicais – Infectologia – do Departamento de Clínica Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo, Fernando Crivelenti Vilar, que preside a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do HMSI.

O médico trouxe informações sobre o período de incubação da doença, formas de contágio e transmissão e as estratégias para que os profissionais da área de saúde possam adotar as medidas corretas de prevenção e, sobretudo, identificação dos pacientes com suspeita da doença.

Na data relatada, dos 44.500 de casos confirmados com doença no país, 81% dos pacientes infectados apresentaram acometimento pulmonar leve; 14% quadro severo (dispneia, hipóxia e importante envolvimento pulmonar) e 5% foram considerados pacientes críticos. “Estudo com 1099 pacientes com CoVID-19, confirmados na China até 29 de janeiro, reforça que a letalidade do CoVID-19 é relativamente baixa quando comparado a outros vírus causadores de epidemias como Influenza H1N1”, destacou o médico.

As orientações para prevenção ao vírus incluem a higienização constante das mãos e antebraços, o uso de máscara específica por profissionais de saúde. Ao espirrar ou tossir é necessário proteger boca e nariz com os braços e não com as mãos e evitar locais de aglomerações.

Comissão de Controle de Infecção Hospitalar

A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH do Hospital e Maternidade Santa Isabel tem o objetivo de promover e organizar a investigação, o controle e a prevenção da infecção relacionada a assistência hospitalar.  A CCIH do HMSI é presidida  pelo Fernando Crivelenti Vilar e pela enfermeira Marieli Medici Fornezari, que são seus membros executores.

Saiba mais sobre o Covid-19

Incubação

O período de incubação: varia de 2 a 14 dias e é média entre 4 a 7 dias. 

Transmissão

  • Secreções respiratórias (tosse ou espirro).
  • Contato pessoal próximo
  • Toque em superfícies contaminadas com o vírus.
  • Transmissão por gotícula
  • Ainda restam dúvidas quanto ao mecanismo de transmissão, por isso alguns países adotaram a precaução para aerossóis (incluindo diversos hospitais no Brasil).

Sintomas

  • Febre
  • Tosse seca
  • Mal-estar.
  • Dor muscular
  • Coriza
  • Sintomas gastrointestinais.
  • Em casos graves pode evoluir para pneumonia com infiltrado bilateral, dificuldade de respirar caracterizada por respiração rápida e curta.

Como o Ministério da Saúde define um quadro suspeito

SITUAÇÃO 1:

Febre mais pelo menos um sinal ou sintoma respiratório, como tosse, dificuldade para respirar ou  batimento das asas nasais* entre outros.
Histórico de viagem para área com transmissão local nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

SITUAÇÃO 2:

Febre mais pelo menos um sinal ou sintoma respiratório, como tosse, dificuldade para respirar ou  batimento das asas nasais* entre outros.
Histórico de contato próximo* de caso suspeito para o coronavírus Covid-2019, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

SITUAÇÃO 3:

Febre mais pelo menos um sinal ou sintoma respiratório, como tosse, dificuldade para respirar ou batimento das asas nasais* entre outros.
Contato próximo* de caso confirmado por coronavírus Covid-2019 em laboratório, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas.

*Batimento das asas nasais é o alargamento da abertura das narinas durante a respiração.
** É considerado contato próximo o contato a um metro ou menos do paciente com suspeita de caso por novo coronavírus, dentro da mesma sala ou área de atendimento, por um período prolongado, sem uso de equipamento de proteção individual (EPI).

Fonte: http://plataforma.saude.gov.br/novocoronavirus/

Compartilhar

Leave a Reply